Twitter para varejo: veja como 280 caracteres podem fazer a diferença em seu negócio

out 29, 2019

Confira a entrevista com especialista no assunto e aprenda gerar boas oportunidades com esta ferramenta digital.

Sua empresa já tem um perfil no Twitter? Você sabe como utilizá-lo de forma assertiva para atingir clientes e vender seus produtos e serviços? Conversamos com Felipe Zulato, Gerente de Mídias Digitais da Agência In Press Oficina, que mostrar as vantagens e boas práticas de se utilizar essa plataforma no setor comercial.

Para começar, é importante saber que o Twitter é uma rede social que pode ser usado como um microblog. Isso porque ele possibilita a publicação de pequenos textos com até 280 caracteres, além de GIFs, fotos e vídeos. Criado em 2006, hoje esta rede social já está disponível em 37 idiomas e conta com mais de 300 milhões de usuários no mundo todo.

Segundo o próprio Twitter, em informação publicada em fevereiro deste ano, mais de 126 milhões de pessoas acessam a plataforma diariamente para ler e postar tweets (posts).

No Brasil, o Twitter ainda não é tão popular como o Facebook ou WhatsApp. Apesar disso, em 2018, o microblog foi bastante utilizado nas campanhas políticas por candidatos, assessorias e pela imprensa em geral. Zulato garante que o Twitter tem ficado cada vez mais forte no país, seja pela atuação do governo atual, pelo ‘efeito segunda tela’ que muitos programas de TV estão utilizando ou até mesmo pelo seu tom debochado e cheio de memes.

Esse ‘efeito segunda tela’, citado por nosso entrevistado, é o fato de o consumidor interagir nas redes sociais com um conteúdo que está sendo disseminado pelos tradicionais meios de comunicação como a TV, rádio ou cinema. Essa interação pode surgir a partir de um programa, novela, jogo ou mesmo uma propaganda. O expectador assiste ou escuta e, imediatamente, reage sobre o assunto nas plataformas digitais, por meio de comentários, hashtags ou mesmo observando outras interações.

Vendas personalizadas

Em relação a atividade direta de vendas, Zulato conta que o varejo pode se utilizar desse meio para entender o comportamento do consumidor para entregar mensagens mais direcionadas.

“Por exemplo, se no Twitter estão falando de frio, já que o tempo virou em todo o país, no dia podem ser trabalhados conteúdos falando da troca de estação, das roupas da moda, dicas de liquidação para a troca de coleção, entre outras informações que podem ser úteis para os varejistas baseado em uma tendência que surgiu no microblog”, afirma.

Mas você deve estar se perguntando se a venda em si, pode ser realizada também via Twitter. Nosso entrevistado informa que é possível sim vender por esta plataforma. Entretanto ele alerta que não é o melhor meio para isso, pois hoje tanto o Facebook como o Instagram possuem mais o viés de uma ‘mini-loja-virtual’.

“É comum vender produtos nesses dois ambientes e existe até uma forma de otimização da compra de mídia com esse objetivo. Contudo, a Tecnisa em 2009 conseguiu vender um apartamento pelo Twitter, então nada é impossível”, garante Zulato.

Ele também destaca que o ponto mais importante no microblog é o marketing personalizado e próximo do cliente. E exemplifica, “uma pessoa reclama que o chinelo dele acabou de arrebentar. Surge aí uma possibilidade de uma interação pró-ativa de uma loja que vende chinelos pra fazer uma oferta e entregar um cupom de desconto com validade de 48h para estimular a pessoa a ir até o local para realizar a compra”.

Entendendo o Twitter

Antes de criar um perfil nesta rede social, Zulato afirma que é fundamental entender a dinâmica de seu funcionamento. E complementa, “o Twitter tem uma série de boas práticas, como mensagens curtas já que permite apenas 280 caracteres em cada tweet, uso de hashtags e conversas até com pessoas que você não conhece. Além disso, tem o Trending Topics que reúne os 20 assuntos mais discutidos na rede naquele momento”.

Zulato também informa que hoje o microblog é dominado por influenciadores e formadores de opinião, além de ter um público mais jovem, com até 25 anos. Ele aponta ainda que esta é a rede que mais exige produção de conteúdo diário. “Cerca de 10 tweets por dia é o mais recomendado, nem sempre precisa de imagem ou foto e os vídeos precisam ser bem curtos para gerar engajamento. É a rede do excesso de informação”, diz.

Apesar disso, nosso entrevistado lembra que o erro mais comum nas redes sociais é replicar a mesma estratégia do Facebook e do Instagram no Twitter, já que esta merece uma estratégia especial. Zulato ressalta que a quantidade de conteúdo no microblog é maior, por isso abordar temas do momento é quase que obrigatório e ainda exige a interação em conversas nas quais você tenha algo relevante para dizer, principalmente se for um influenciador ou microinfluenciador.

Cases de Sucesso

Como um grande exemplo de boas práticas no Twitter, Zulato destaca o Ponto Frio com seu ‘Pinguim’. Ele explica que o sucesso da estratégia digital desta empresa está na forma descontraída de sua atuação, na maneira como ela usa e abusa de memes, cria hashtags, aborda praticamente todos os assuntos do momento e ainda vende. “E vende muito!”, enfatiza.

Recentemente, para o gerente, a MagaLu da Magazine Luiza também tem se tornado referência na área. “A estratégia é parecida: uma brand persona clara para a atuação no Twitter e liberdade para inovar”, complementa. A brand persona citada por Zulato é a representação de uma empresa por meio de uma figura humana como é a garota virtual da Magazine Luiza, ou mesmo um mascote, como o Pinguim do Ponto Frio, que são criados para gerar identificação ou proximidade com o público de uma maneira lúdica.

Além dessa estratégia de personificação, Zulato afirma que, quando for possível, é interessante fazer integração entre as mídias, como por exemplo, criar uma hashtag com o nome de um produto ou campanha e divulgá-la em eventos, vídeos, programas de rádio ou outras redes sociais.

Agora é a sua vez! Analise as dicas acima, inspire-se em perfis do Twitter de empresas do seu segmento (roupas, brinquedos, automóveis, serviços etc) e aproveite esta rede social!

BLOG CDL

Novidades Blog