área do associado
Notícias - CDL Goiânia

ComCDL - 04/10/2018

Dia das Crianças deve injetar R$ 75 milhões na economia goianiense


Pesquisa realizada pela Grupom mostra que o valor médio dos presentes ficou em R$ 138,99. Estudo mostra que mais de 66,2% da população economicamente ativa da Capital pretende presentear na data.

Pesquisa de Intenção de Compras encomendada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Goiânia mostra que 66,2% da população economicamente ativa da Capital pretende presentear no Dia das Crianças de 2018, comemorado próximo dia 12 de outubro. O valor médio dos presentes ficou em R$ 138,99 (para cada presente), sendo que o gasto total para a data deve injetar aproximadamente R$ 75 milhões na economia goianiense – cerca de R$ 7 milhões a mais que o previsto no ano passado. O trabalho foi realizado pela Grupom Consultoria Empresarial.     

A pesquisa mostrou ainda que a maior parte dos consumidores (75,2%) que irá comprar presente este ano pretende pagar com dinheiro ou cartão de débito, a exemplo do que ocorreu em outras datas comemorativas deste ano, como o Dia dos Namorados, Dia dos Pais e das Mães. Outros 22,7% escolheram o cartão de crédito como forma de pagamento (parcelado ou em apenas uma vez).

Dos entrevistados que pretendem presentear neste Dia das Crianças, apenas 22,4% definiram qual presente comprar. Desse total, brinquedo foi o item mais citado brinquedo (48,1%); seguido de vestuário (16%); games (7,4%) e calçados (7,4%).

Local
Das pessoas que definiram o presente, 79,4% já sabem onde vão comprar o presente. A preferência é pelas lojas de rua (60%), seguido de shopping center (20%), lojas especializadas (6,2%) e pela internet (4,6%).

Confira dados da pesquisa
- 66,2% da população economicamente ativa de Goiânia pretende presentear neste Dia das Crianças;
- A maioria (75,2%) quer pagar em dinheiro ou cartão de débito;
- O valor médio de cada presente ficou em R$ 138,99 (para cada presente);
- 60% farão as compras em lojas de rua e, outros 20%, em lojas de shoppings;
- Os mais presenteados serão os filhos (39,31%), seguido de sobrinhos (27,59%) e neto (21,03);
- Brinquedo foi o presente mais citado (48,1%).